Até aqui

A trilha sonora perfeita para esse texto é Garden do Noah Gundersen

Dia desses estava assistindo um dos meus programas favoritos que passa na GNT, o Saia Justa comandado pela incrível jornalista Astrid Fontenelle, e uma das pautas do programa era “Que conselho você daria para você mesmo se, se encontrasse hoje com vinte anos”?

As mulheres entrevistadas para a pauta estavam na faixa dos 40, 50 anos e são bem sucedidas em suas careiras. Eu ainda nem tenho uma carreira e só tenho 23, mas se pudesse me encontrar comigo aos 15, já teria alguns conselhos para me dar.

image

Primeiro e mais importante de tudo: TENHA PACIÊNCIA!
De todos os clichês da vida, esse é o mais implacável. Nada é pra ontem e por mais frustrante que pareça, nada é na hora que a gente quer. Tudo o que você mais deseja na vida, independente de suas crenças, só vai acontecer quando você estiver preparado para isso. E quem decide quando você está pronto ou não amiga, é a vida.

Primeiro você, depois o mundo.
Pode parecer egoísmo, mas quando pensar no seu futuro, faça suas escolhas por você e por mais ninguém. Você não pode escolher uma faculdade, um emprego ou qualquer outra coisa pra sua vida porque isso vai deixar fulano ou ciclano feliz. Quando você coloca toda sua energia para viver uma vida baseada no que outra pessoa espera de você, a chance de ser uma pessoa frustrada é muito grande.

image

Descubra pra quem você é importante.
São essas pessoas, que te amam independente do que você é ou faz, que estarão do seu lado sempre que você precisar.Tão indispensável como saber quem é importante pra você, é saber quem faria tudo por você.

Agradeça sempre
Pare de somente pedir e seja uma pessoa grata. Quando você agradece, a vida retribui em dobro.

Tudo passa. Não adianta se desesperar uma hora tudo vai passar. A dor de amor, o sofrimento da perda, a angustia da incerteza, assim como nossas vidas, as coisas ruins são passageiras. Tire lições delas para te fazer mais forte da próxima vez. Mas ô, as coisas boas também passam, então aproveite cada momento. Todos eles são únicos.

Livre, Leve e Solteira

Ei, você ai.

Sentada sozinha lendo um livro,

bebendo vinho e passando o tempo.

Você parece tão cansada.

Eu sei, cansa escutar

“Vá embora.”

E então, no outro dia o seu telefone toca as três da manhã,

e escuta mais uma vez:

“Volta.”

Ele tem esse jeito imaturo e confuso.

De aparecer

e depois desaparecer.

De querer tudo

e nada com você.

Bom, você sabe.

Esse vai e volta não tem fim.

Vai ser sempre assim.

Hoje é sim,

amanhã mais um “não” para o seu coração partido.

Não está certo.

Você não merece isso.

Homens que são homens dias sim, dias não.

Que vem e vão sem nenhuma explicação.

De histórias construídas,

em cima de mentiras contadas.

Das palavras sussurradas,

e promessas quebradas.

Eu sei, você está cansada deste mundo,

onde a beleza é tudo

e o sentimento tem que ficar mudo.

De sair a noite

e ver as mesmas pessoas.

Com roupas diferentes

mas com as histórias de sempre.

Muita aparência e pouca essência.

Muito cheiro e pouco tempero.

E o final, é sempre o mesmo.

Começa no banco traseiro,

e termina chorando no chuveiro.

Toda noite é isso.

Chorar até dormir.

Como pode ver,

está na hora de cuidar de você.

Sim, você pode fazer algo novo e extraordinário.

As coisas boas vem. Acredite.

O que é seu, se for verdadeiro,

não vai pra porta de ninguém.

Não importa o que o mundo diz.

Você pode ser solteira e feliz.

Você pode sorrir,

mesmo depois de tropeçar e cair.

Ou rir,

antes de dormir.

Você pode dançar,

mesmo sem saber os passos, deixe o vento te guiar.

Ou correr contente,

mesmo sem nenhum caminho pela frente.

Você pode cantar,

mesmo sem nenhuma música para acompanhar.

Ou ser forte,

e ao mesmo tempo carente.

Você pode sonhar,

olhar para as estrelas e chorar.

Ei, você aí.

Se estiver chorando, por favor,

não lave o rosto.

Levante e vá até o espelho.

Sabe por que essas lágrimas brilham menina?

Para mostrar que você ainda está viva.

Então, deixe a tristeza escorrer por este rímel.

E sorria.

Hoje é o começo de uma nova vida.

Confiança e cabeça erguida.

Você pode tudo.

Mas primeiro você,

depois o mundo.

Escrito pro: The Bro Code

Eu tô desistindo de você

Você poder ler ouvindo: Say Something

Diga alguma coisa agora, porque eu estou desistindo de você!
Tô desistindo de todos os sonhos que desenhei para nós. Tô desistindo de segurar sua mão, e tô desistindo também de dividir o peso do mundo com você.

Eu vou embora, vou bater a porta e ai vai ser pra sempre. Tô desistindo do meu sorriso fácil quando estou do seu lado, tô desistindo do brilho dos meus olhos. Eu não tô desistindo só de você. Diz alguma coisa agora porque eu tô desistindo de mim também.

Eu teria seguido pra qualquer lugar desse mundo com você. Eu teria pulado, eu teria voado. Eu teria deixado meu orgulho de lado e teria voltado. Mas ainda dá tempo, e eu volto. Mas diz alguma coisa, porque você é a pessoa que eu amo e eu estou dizendo adeus. E você tá ai, com essa cara de quem não entende o que digo, e não diz pra eu ficar e eu vou embora.

E você não disse nada. E eu fechei a porta. Tô desistindo de você.